Conquistando o Topo no Google – SERP a SERP

SEO - SERP - pesquisa

Conquistando o topo no Google – SERP a SERP

Aposto que você já fez pelo menos uma pesquisa no Google hoje e talvez até tenha nos encontrado assim. Como resultado da sua busca apareceram diversos sites organizados de 10 em 10 por SERP, isso mesmo SERP – sigla que significa Search Engine Results Page, ou simplesmente em português: Páginas de Resultados dos Mecanismos de Busca. Esse termo técnico representa as páginas que apresentam os resultados de busca na internet.

Vamos fazer a uma pesquisa no Google e ver como aparecem os resultados. Digitei as seguintes palavras chaves: Chevrolet Camaro; Os resultados pagos estão marcados com um selo amarelo escrito anúncio, em seguida é possível visualizar algumas imagens relacionadas a pesquisa, mesmo que o Google não possa visualizar a imagem como nós fazemos, ele entende os códigos escritos por trás dessas, então é importante trabalhar de maneira correta cada imagem e ainda tem o fator visual que funciona como informação auxiliar para o cliente que entra no seu site, fazendo que ele se interesse pela página, assim permanecendo mais tempo evita-se a taxa de rejeição.

Em uma outra oportunidade explicarei um pouco mais sobre o que é essa taxa e algumas técnicas para reduzi-la, o que influenciará diretamente no posicionamento do seu site.

SEO - SERP - pesquisa

Para que seu site possa conquistar as primeiras posições no Google, o principal buscador da internet, responsável por mais de 80% das pesquisas na Web, é importante o domínio de alguns conceitos e técnicas relacionadas ao Marketing Digital, por isso vamos explicar alguns desses conceitos e mostrar como tudo é organizado e apresentado na Web.

O posicionamento de cada página após uma determinada pesquisa é apresentado por meio de SERP’s – que utilizam padrões de busca orgânica – onde fatores que envolve desde a construção a forma como são publicados os conteúdos podem influenciar no posicionamento ou até mesmo na não indexação da página.

Nesse modelo diferentemente do posicionamento definido pelo Google Adwords, não há a compra de palavras-chaves, em que cada palavra tem um valor pago por clique é o que conhecemos como Pay per Click (PPC). Os anúncios pagos ficam no topo e no final de cada página, analisando de forma bem genérica funciona assim: quem paga mais aparece melhor posicionado.

É claro que existem diversas estratégias que podem ser definidas de acordo com cada negócio e seus concorrentes, mas falaremos mais sobre Adwords em outra publicação onde poderemos nos aprofundar mais nesse assunto.

A busca orgânica do Google valoriza a criação de conteúdo autoral e de certa relevância, medidos por seu algoritmo e que em determinadas situações aplica punições a páginas que tentem burlar suas políticas. A essas tentativas de lubridiar o buscador é dado o nome de Black Hat, em determinado momento essa técnicas, apesar de ilegais segundo os preceitos da Instituição e no caso de cópia fere a lei de direitos autorais protegida por diversos países, traziam resultados quanto ao posicionamento.

Mas conforme a evolução da tecnologia presente no robô de busca do Google, essas práticas puderam ser penalizadas com maior facilidade. O que representa perder posições e em casos mais extremos, a pena aplicada poderá ser a de expulsão do seu site dos índices de pesquisas do Google, se pensarmos na plataforma de busca como a principal fonte de atração de novos clientes na internet, em outras palavras significa dizer que seu site acaba de morrer no mundo digital.

Por isso em hipótese alguma utilize técnicas de Black Hat. Em alguns “lugares” vão dizer que nunca viram acontecer, que isso é apenas fantasia promovida pela empresa, mas um conselho; não pague para ver, pois é possível alcançar bons resultados trabalhando da maneira correta.

Em sua página você deve evitar as seguintes técnicas:

 

Link Farm

Uma das formas para melhorar o “rankeamento” e o posicionamento da sua página é por meio de links de outros sites, principalmente com temas relacionados, apontados para a sua página.

Porém, a utilização dessa prática de maneira errada poderá significar a perda de PageRank. Uma forma de utilizar essa técnica na tentativa de burlar o buscador é conhecida como Link Farm – um grupo de páginas, geralmente com o mesmo conteúdo, que apontam para a mesma página, com o intuito único de manipular os resultados de buscas, o que também é entendido pelo algoritmo de comparação do Google como duplicação do conteúdo.

Esconder Conteúdo

Empresas que não conseguiam produzir conteúdo relevante utilizavam-se dessa prática há alguns anos, quando ainda era possível, o que foi totalmente identificado com a atualização do buscador, sendo passível de penalização.

As principais técnicas para esconder o conteúdo eram por meio da inserção no texto de um código para ocultar (display:none), ou simplesmente aplicando a mesma fonte do fundo aos textos. Escolhia-se uma palavra relacionada a busca e a repetia por várias linhas da página, o que ficava imperceptível aos olhos do visitante.

Duplicar Conteúdo

Vamos falar mais uma vez sobre a duplicação de conteúdo, isso é levado muito a sério, tanto em relação aos direitos autorais quanto a produção relevante de conteúdo, uma vez que não faz muito sentido dois sites publicarem o mesmo conteúdo de maneira idêntica (o tal copiar e colar).

Mas o que pode prejudicar ainda mais o posicionamento da sua página é a duplicação de conteúdo dentro do seu próprio site, caso não haja o direcionamento adequado essa aplicação fará com que as páginas concorram entre si, fazendo com que o rankeamento das duas sejam prejudicados.

Compra de Links

A compra e venda de links são proibidas, mas mesmo assim são bastantes praticadas e sabendo disso o Google tem realizado melhorias significativas em seus sistemas para identificar tal prática.  Uma análise é realizada utilizando um algoritmo para identificar tendências que apontem para possíveis infrações. A punição de banimento poderá ser aplicada aos sites envolvidos. O próprio Google disponibiliza uma página para denúncias que envolvam essas práticas.

Aposte sempre no conteúdo, pois em relação aos resultados de busca orgânica, podemos alcançá-los por meio de técnicas de otimização de página e criação de conteúdo relevante, o nosso tão conhecido Search Engine Optimization (SEO).  Essas técnicas são a base para se obter resultados significativos na plataforma de buscas, por isso é imprescindível adquirir conhecimentos sobre tais assuntos.

Gosto de pensar que alcançar o topo do Google é como uma batalha ou um jogo, onde cada SERP a ser conquistada é um território e para tanto precisamos definir estratégias que envolvam conhecer nossos concorrentes na página de resultados, acompanhando suas atualizações, postagens e técnicas; identificando assim espaços que ainda não forma explorados, o que ajudará na escolha do melhor conteúdo possível, um passo de cada vez e sempre medindo o alcance de cada campanha, entendendo onde é possível melhorar.

A busca por resultados significativos no Google envolve dedicação e atenção a muitos detalhes. Em muitos casos os clientes até têm como criar um conteúdo de qualidade, mas não o fazem devido à falta exclusivamente de tempo, pois estão envolvidos nas atividades fim de suas empresas. Por esse motivo a Cloud Market desenvolveu um método de trabalho que otimiza o site da sua empresa e gera conteúdo altamente relevante para os sistemas de buscas. Somos especialistas em produção de conteúdo para web e baseamos nossas estratégias de acordo com as melhores técnicas de SEO e na experiência de quem lida todos os dias com o Marketing Digital.

Estamos sempre de olho nas constantes mudanças do mundo digital para que nossos clientes sempre se mantenham competitivos na internet.

Obtenha os melhores resultados nos mecanismos de busca e economize tempo ao trabalhar com a Cloud Market.

Peça uma avaliação do seu site ou caso ainda não tenha, faça um orçamento grátis para construção do site e os Serviços de SEO.

Conquistando o Topo no Google – SERP a SERP
5 (100%) 1 vote